O Estilo


Hibino Raifu Kaiso diz que o Shinto Ryu inicia-se com reverência e concentração (rei), e termina com um profundo sentimento de gratidão. Baseia-se nos princípios do Kenjutsu, do Iai Do e de katas do estilo antigo do Bujutsu (Koryu Bujutsu), valorizando o respeito, o domínio da espada (katana), a postura e a movimentação correta, seja em pé ou sentado.O seu treinamento, realizado com a espada, promove também uma melhor concentração, atenção e memória, além de treinar o corpo, cultivar o Ki (Energia Vital), lapidar e formar o caráter. Segundo o fundador, Hibino Raifu, cultivar o caráter de uma pessoa permite que esta viva em condição de Ryoofuu meigetsu (brisa suave e lua clara, que representam a serenidade do espírito livre de turvamento), ainda que esteja exposta às tempestades da vida e aos tremores do céu e da terra. Está a verdadeira essência do Shinto Ryu Budo.Os caminhos do Shinto Ryu Budo são: Kenbu-Do, Shibu-Do , Iai-Do, Iai-Battô-Jutsu e Gin-ei (poema e canto)

Kenbu-Do

A demonstração desta Arte Marcial como uma Dança Guerreira apresenta a espada desembainhada, acompanhada do canto japonesa Gin-ei. Essa dança foi organizada e agrupada em katas, apresentados ao mundo na Era Meiji no ano 23 (1890) pelo fundador do estilo Shinto Ryu, Hibino Raifu. No Japão, Hibino foi considerado o pai do Kenbu moderno.No estilo Shinto Ryu, o Kenbu Do foi montado tendo por base o Kenjutsu e o Iai tradicional do Japão, acrescentando princípios de jujutsu e do karate, bem como elementos da dança Mai do Buyou. Portanto, em cada detalhe dos movimentos de braços ou pernas, está presente a base da essência das Artes Marciais. Os praticantes do Shinto Ryu não poupam esforços para apresentar na dança a compreensão do poema do Gin-ei, e mostrar na peça a imponência, a elegância e o caráter da obra. No Shinto Ryu, o Kenbu Do foi apresentado em 1890 como Kenbujutsu, ou seja, kenbu com o Kanji de dança. Como não foi entendido o caráter Marcial da dançaa, em 1906, mudou-se o Kanji. É uma Dança que representa momentos da história, os guerreiros do Japão e suas sagas. A estética dessa técnica, o sentimento que transmite e o dramatismo decorrente da ação nos katas levam o praticante, gradativamente, a entender o Bushido e a começar a usá-lo na sua vida. Além do Iaito, ou espada especial para treino, se utiliza o Leque.

Iai Do

A espada interna. Aqui, o conceito de Shinto como espada espiritual é trabalhado, e o aluno começa a lidar com inimigos internos e vencê-los. Esses inimigos são aqueles que o afastam de seu centro e da harmonia com o entorno, e que anulam sua capacidade de discernir e plasmar suas decisões.O Iai Do visa o aprimoramento físico e espiritual dos estudantes. Pratica-se para lapidar o espírito, e o treinamento tem como objetivo o desenvolvimento humano e a aplicação desse conhecimento na vida diária, que pode ser usado em qualquer âmbito de atuação.Todos os gestos e movimentos do Iai Do estão destinados a exercitar e desenvolver o discernimento, a imaginação, a atenção, a memória, enfim, a consciência de centro no momento presente; o controle do corpo com uma mente lúcida e objetiva que domina as flutuações dos desejos, o medo, a ansiedade ante o resultado. Dessa forma, gera-se uma adaptação imediata frente ao inusitado, mantendo-se sereno  o que permitirá fazer uma avaliação instantânea para cada momento ou circunstância. O Comportamento é de máximo respeito e cortesia em todas as circunstâncias. É uma filosofia marcial, uma filosofia de vida.

Iai Battô Jutsu

 

Utilizando os katas do Shinto Ryu Iai Do, treina-se nesta modalidade o corte certeiro e perfeito. Para isso, usa-se o makiwara (esteira de palha de arroz preparada para tal objetivo), com a espada de corte. Objetivamos, no treino, o desenvolvimento de Shinken (espada interior), ou seja, Katsujinken (espada que dá a vida), que é a manifestação da vontade através da disciplina numa forma cerimonial.O Iai Do visa a transparência, isto é, a luta contra as ilusõees da mente, nossos inimigos interiores. Já o Battô visa a excelência da técnica, o uso da espada contra os inimigos exteriores. Seguindo este pensamento, no treino, apesar de usar espada e corpo material, o praticante estaria treinando a habilidade de luta interior.O programa consta de Omote no Kata, Ura no Kata, Tameshigiri e Kumitachi.

Shibu Do

 

É a dança que utiliza um ou dois leques, acompanhada da música Gin-ei. Ela difere da dança japonesa usual por possuir o movimento característico da base da Arte Marcial, Taisabaki. Utiliza o leque, que simboliza a espada ou outra arma própria da Arte Marcial. O Shibu-Do são poemas marciais, cânticos e danças com a intenção da exaltação do espírito da espada. Podendo ser individuais ou coletivas, trazem à tona a tradição das artes marciais e, com ela, a transmissão do conhecimento dos guerreiros.

“O fogo aquece

Mas a luz do Buda

Aquece o fogo.”

 

Gin Ei

O praticante treina para compreender o poema do Gin-ei e cantá-lo de forma específica para acompanhar a demonstração do Shinto Ryu Budo. Com a prática, o aluno adquire experiência, sendo capaz de manter uma postura correta. Isso permitirá que sua voz expresse, através do canto, o espírito e a mensagem da peça representada.

 

Este post também está disponível em: Espanhol, Inglês